Novidades



Petrobras Reduz Preço Do Diesel Em 4,6% E Acaba Com Periodicidade Para Reajustes.

A partir de agora, os reajustes de preços de diesel e gasolina serão realizados sem periodicidade definida, disse a empresa. A Petrobras anunciou n...... [veja mais]

Milho E Algodão Garantem Novo Recorde A Mt.

Mato Grosso deverá colher na safra atual – 2018/19 – seu novo recorde de produção agrícola, graças aos volumes projetados para o milho safrinha e o al...... [veja mais]

Projeto De Lei: Saiba O Que Pode Mudar No Código De Trânsito Brasileiro

O Governo Federal anunciou projeto de lei de lei 3267, que altera algumas regras previstas atualmente no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A ideia ...... [veja mais]

Importação Fraca Em Abril E Maio Reforça Quadro Ruim Do 2º Trimestre

Nos dois últimos meses, compras de bens de consumo, insumos e bens de capital por empresas nacionais, têm registrado desempenho frágil, o que indica p...... [veja mais]

ARCOMAR - Associação dos Revendedores de Combustíveis!

Arcomar


Agenciadores de Carga repudiam fala de ministro e marcam reunião com Wellington Fagundes

Reunião com senador deve discutir a Tabela de Piso Mínimo de Fretes e uma possível greve dos caminhoneiros


10 de abril de 2019, 18:15
Por Renata Ramos

Representantes da Associação Nacional das Empresas Agenciadoras de Transporte de Cargas (ANATC), com sede em Rondonópolis (MT), divulgou uma carta aberta encaminhada ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, rebatendo as palavras do ministro durante uma palestra sobre a força dos “atravessadores” do transporte e que, desta forma, cria uma desigualdade no setor.

Apesar de acreditar que Tarcísio Gomes não estava se referindo as empresas agenciadoras de transporte de cargas, a Associação resolveu esclarecer o trabalho que é feito por elas.

“Essas empresas operarem no país de modo competitivo, gerando emprego e renda. Ale´m disso, demandam grandes estruturas, com escritórios, veículos, bases de abastecimento, e colaboradores qualificados. As referidas empresas fomentam grande parte da operação de frete rodoviário no país, adiantando muitas vezes até 90% do frete ao caminhoneiro, tendo que arcar com os riscos de recebimento junto ao cliente”, cita uma parte da carta.
Leia também: Autor de furtos é reconhecido por vítima e linchado por população

Reunião em Brasília

Nesta quinta-feira (11), representantes da ANATC devem se reunir, em Brasília, com o vice-presidente da Comissão de Serviços de Infraestrutura, senador Wellington Fagundes (PR-MT).
Imagem: presidente da asscoiação
Diretor Executivo da ANATC, Carley Fernando Welter. Foto: Divulgação

Conforme o Diretor Executivo da Associação, Carley Fernando Welter, a grande preocupação é com a possibilidade uma nova greve de caminhoneiros. “Caso o governo não fique atento, pode haver sim uma nova paralisação”.

Ainda segundo Carley Welter, outro assunto a ser discutido e a Tabela de Piso Mínimo de Fretes. “O Governo, mais uma vez, irá subjugar os autônomos e os pequenos transportadores, impedindo os mesmos ao acesso de grandes volumes e oportunidades, pois uma vez definida e instaurada a insegurança jurídica, será muito mais vantajoso para um grande embarcador fixar contrato com grandes empresas transportadoras a preços muitas vezes inferiores”, disse.
Leia também: Motociclista é acusado de provocar acidente ao trafegar na contramão

ANATC

A Associação Nacional das Empresas Agenciadoras de Transporte de Cargas (ANATC) é formada por 20 transportadoras rodoviárias, com atuação nacional. O objetivo principal é a busca pelo mercado livre, sem burocracia e excesso de regulação estatal.

Ainda de acordo com as informações, são mais de 12 mil empregos, sendo mais de mil escritórios em todo o país.


Associação Nacional das Empresas Agenciadoras de Transporte
11/04/2019